Em carta a Bolsonaro, Biden pede união contra Covid e a favor do meio ambiente, diz Planalto

O Palácio do Planalto informou nesta quinta-feira (18) que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, enviou uma carta ao presidente Jair Bolsonaro na qual defendeu que os dois países “unam esforços” para enfrentar a pandemia do novo coronavírus e desafios da agenda ambiental. A nota foi divulgada pela Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom), vinculada ao Ministério das Comunicações. A Secom não divulgou a íntegra da mensagem de Biden. Segundo a secretaria, a carta é de 26 de fevereiro e respondeu mensagem enviada por Bolsonaro a Biden para cumprimentá-lo…

Continuar lendo

Indonésia inicia vacinação da população com a CoronaVac

A Indonésia iniciou sua campanha de vacinação contra a Covid-19 nesta quarta-feira (13), usando a vacina CoronaVac, feita pelo laboratório chinês Sinovac. O presidente Joko Widodo recebeu a primeira dose do imunizante, enquanto seu país luta contra um dos piores surtos de coronavírus na Ásia. A iniciativa visa imunizar 181,5 milhões de pessoas. O país da Ásia autorizou o uso emergencial da CoronaVac na última segunda-feira (11). O imunizante é o mesmo produzido pelo Instituto Butantan, que divulgou a eficácia de 50,38% em testes realizados no Brasil nesta terça-feira. A China já aplica a vacina na população. Turquia e Chile também já fecharam…

Continuar lendo

Ronaldinho e Assis ganham liberdade após 171 dias detidos e deixarão o Paraguai

Ronaldinho Gaúcho e Roberto Assis estão em liberdade após o juiz de garantias Gustavo Amarilla aceitar nesta segunda-feira o acordo feito pelos advogados dos ex-jogadores com o Ministério Público do Paraguai. Assim, após 173 dias no país (171 deles detidos), eles poderão retornar ao Brasil. O duas vezes melhor do mundo e seu irmão foram presos em Assunção em 6 de março por tentar entrar no Paraguai com passaportes e cédulas de identidade falsas. Eles ficaram 32 dias detidos na Agrupación Especializada, presídio de alta segurança, até conseguirem a…

Continuar lendo

Vacina russa para Covid-19 deverá garantir imunidade por no mínimo 2 anos, dizem cientistas

Vacina russa para Covid-19 deverá garantir imunidade por no mínimo 2 anos, dizem cientistas
SOROCABA, SP - 22.07.2020: RÚSSIA FAZ VACINA CONTRA COVID 19 - Foto meramente ilustrativa da vacina contra a COVID-19, feita na Rússia. A Rússia anunciou no início dessa semana o sucesso na fase de testes da sua vacina contra o novo coronavírus, feita em parceria com o Centro Nacional de Epidemiologia e Microbiologia de Gamaleya. No dia 4 de agosto os pacientes que foram vacinados serão novamente examinados para confirmação da segurança da vacina. (Foto: Cadu Rolim /Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 1940726

A vacina russa para a Covid-19 deverá dar imunidade à doença por no mínimo 2 anos, anunciou nesta quinta-feira (20) o Instituto Gamaleya, em Moscou, que desenvolveu a vacina, batizada de “Sputnik V”. A vacina foi registrada na semana passada pelo governo russo, mas, até agora, não foram publicados estudos que mostrem os resultados dos testes da imunização. Por isso, ela é vista com desconfiança pela comunidade internacional. O Gamaleya também anunciou que a vacina deverá ser aplicada, a partir da semana que vem, em mais de…

Continuar lendo

Rússia vai conceder registro para primeira vacina contra Covid-19

A Rússia irá conceder o registro para a primeira vacina contra a Covid-19 em 12 de agosto. O anúncio foi feito pelo vice-ministro da Saúde do país, Oleg Gridnev. Médicos e idosos terão prioridade na imunização. Na semana passada, o ministro da Saúde da Rússia, Mikhail Murashko, anunciou que o programa do governo de vacinação em massa está previsto para começar em outubro. Porém, a velocidade dos ensaios clínicos e a falta de transparência para divulgar os resultados geram questionamentos de especialistas. O Centro Nacional de Investigação de…

Continuar lendo

Pesquisadores encontram anticorpo que neutraliza coronavírus

Pesquisadores da Universidade de Utrecht, na Holanda, reportaram a descoberta de um anticorpo capaz de neutralizar e impedir a infecção das células pelo novo coronavírus, causador da doença chamada covid-19. Publicado na revista científica Nature Communications, os cientistas ressaltam que o anticorpo, chamado 47D11, funcionou para conter o novo coronavírus em testes de laboratório in vitro. Os pesquisadores avaliaram 51 tipos de anticorpos diferentes se baseando no genoma do vírus Sars, que é da mesma família do novo coronavírus. O 47D11 é um anticorpo humano,…

Continuar lendo

EUA dizem que há provas de que covid-19 veio de laboratório chinês

Segundo o Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, existe uma “enorme evidência” de que o coronavírus veio de um laboratório em Wuhan, na China, e berço da doença e que Pequim sabia, mas se recusou a dar acesso para outros cientistas internacionais para descobrir o que aconteceu. “Essa não é a primeira vez que nós temos o mundo exposto a vírus que resultam de falhas em laboratórios chineses”, disse Pompeo ao programa This Week, da emissora ABC. Apesar disso, o secretário não afirmou…

Continuar lendo

Olimpíada de Tóquio-2020 será adiada, revela membro do COI

O canadense Dick Pound, membro mais antigo do Comitê Olímpico Internacional, revelou nesta segunda-feira 23 que, devido à pandemia de coronavírus, a decisão de adiar a Olimpíada de Tóquio-2020 foi tomada e deverá ser anunciada em breve. Segundo ele, em entrevista ao jornal americano USA Today, a organização ainda não decidiu para quando o evento será remarcado. “Com base nas informações do COI, o adiamento já foi decidido. Os parâmetros daqui para a frente ainda não foram definidos, mas, pelo que sei, os Jogos não começarão em julho. Adiaremos e…

Continuar lendo

Coronavírus: China registra 1.380 mortos e 63.581 infectados

A Comissão Nacional de Saúde da China anunciou hoje (14) 121 mortes, nas últimas 24 horas, pelo novo coronavírus, designado Covid-19, fixando em 1.380 o número de mortos em todo o continente chinês. Segundo a comissão, o número de infectados cresceu 5.090, indo para 63.581, o que exclui Macau e Hong Kong. O principal órgão de saúde do governo reviu, assim, em baixa os dados divulgados no início desta sexta-feira pelas autoridades de Hubei, apontando que houve duplicados na “recolha e registro de dados”. Segundo…

Continuar lendo