Bolsonaro pede valor maior do Renda Brasil à equipe econômica e gera impasse

O presidente Bolsonaro não aceitou o valor proposto pela equipe econômica, ontem, para o Renda Brasil- projeto que vai substituto o Bolsa Familia- pediu um valor maior ao benefício.

A informação foi confirmada ao blog por três fontes do governo. Nesta segunda-feira (24), Bolsonaro foi apresentado ao projeto de Paulo Guedes para o benefício que vai substituir o auxílio emergencial, hoje no valor de R$ 600. A ideia do ministro era pagar cerca de R$ 250. No entanto, o presidente quer um valor maior, o que gerou um impasse com a equipe econômica.

Fontes ouvidas pelo blog afirmam que Guedes se precipitou ao anunciar o evento de hoje – que lançaria um pacote econômico – sem fechar os dados com a Casa Civil.

O auxílio e a transição para o Renda Brasil é, hoje, a menina dos olhos do governo. Motivo: a popularidade do presidente cresceu no Nordeste com a concessão do benefício e Bolsonaro quer ampliar o apoio na região tradicionalmente dominada pela oposição, principalmente o PT.

O problema, como alegam técnicos da equipe econômica, é que a conta não fecha com o projeto de mais gastos do governo. Por isso, o pedido de Bolsonaro para aumentar o benefício gera um impasse e e ainda não há decisão sobre o valor.

Compartilhar nas redes sociais

Deixe uma resposta