PMs e bombeiros iniciam paralisação no RN por reajuste salarial

Policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte iniciaram na manhã desta segunda-feira (17) uma paralisação por tempo indeterminado. Reajuste salarial, pagamento de folhas atrasadas e recomposição do efetivo estão na pauta de reivindicações. A parada inclui praças e oficiais das duas corporações, que desde as 8h se encontram reunidos em frente à Governadoria, no Centro Administrativo do Estado, em Natal.

O comércio, até então, não foi afetado. A paralisação não envolve a Polícia Civil, que mantém o atendimento nas delegacias funcionando normalmente. Sobre a segurança nas ruas, o presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN, subtenente PM Eliabe Marques, disse ao G1 que as viaturas devem ficar aquarteladas e os efetivos que irão trabalhar serão suficientes apenas para garantir a segurança do patrimônio das próprias corporações.

“Somente nos últimos 5 anos, a defasagem acumulada nos salários passa dos 60%, além de ainda estarmos sem nenhuma previsão para o pagamento do mês de dezembro e do 13º salário de 2018. Sem falar do déficit na PM, que chega a 7 mil policiais”, pontuou Eliabe.

Compartilhar nas redes sociais

Deixe uma resposta