Convocados têm poucas Copas no currículo, mas alta média de idade

Tite montou uma base tão fixa na seleção brasileira, que alguns jogadores com pouco tempo de rodagem na equipe nacional até parecem ser veteranos. Experiência em Copas do Mundo, porém, não pode ser considerada uma das virtudes do elenco montado pelo comandante. Dos 23 convocados, apenas seis estiveram presentes anteriormente em uma edição do Mundial: Thiago Silva, Marcelo, Fernandinho, Paulinho, Willian e Neymar.

Juntamente com a Copa de 2014, é o menor número da lista final desde 1958. E de todos esses, apenas Thiago Silva vai para a sua terceira participação no torneio, reserva também em 2010. São apenas sete Copas no currículo do grupo.

Dá para dizer que este número é ocasional. Daniel Alves, por exemplo, certamente engrossaria esta relação. E alguns dos escolhidos por Tite tinham bola para estar presentes Copas passadas, especialmente Filipe Luís e Miranda. Não deixa de ser um indício, de qualquer forma, do processo de renovação que atravessa a seleção brasileira neste intervalo.

Tirando uma espinha dorsal que se manteve desde os 7 a 1, foram incluídas peças vitais – como Marquinhos, Casemiro, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus. Jogadores que possuem suas experiências em torneios internacionais e Eliminatórias, mas não necessariamente no Mundial.

Compartilhar nas redes sociais

Deixe uma resposta